TAB #3

o corpo funcionando

em estado de

essência

o mínimo do alimento

o mínimo do entendimento

o mínimo do homem


qualquer frase dita

com a boca

é peso.

os pensamentos

vertem-se em discursos

e na cabeça

não há retórica

não há retorno

não há ré


a força de partir um átomo

para escovar os dentes


os pés aprendem rápido

o arrastar

e as meias escondem pegadas.

o único que nunca se acostuma com

nada é o nariz

o cherio do lixo acumulado

da poeira

do chá velho

o nariz denuncia tudo

e o corpo finge levar um tiro

se arrasta como se sangrasse

e quer, mas não pode.


não deixo que sangre nada.


o corpo funcionando

em estado de

essência

o mínimo do alimento

o mínimo do entendimento

o mínimo do homem


o mínimo ainda é um tanto

e com alguns dos meus

fica ainda um pouco mais.


não é hoje que você vence.

nem nunca.

jamais.

0 comentário