se um dia toparmos

se um dia

toparmos

pela rua ou

por qualquer lugar

se você quiser saber de mim

me pergunte sobre o meu desastre natural

favorito

sobre a resposta de um canguru depois de levar um soco

sobre o jeito que baleias compõem sinfonias complexas

- ou sobre as duas vezes que comecei moby dick

me pergunta sobre

a dieta vegana dos dinossauros (e se eu inventei isso)

o jeito que gosto de fotos impressas

o porque de eu ranger os dentes ou acordar com a mão na testa

qual a comida preferida de um ex-ator

a idade da meryl streep

as vezes que eu pensei que era deus

o dia que esfaqueei um homem (e se eu inventei isso)

do meu plano pra assaltar um banco (criado na oitava série e que faz sentido até hoje)

do jeito que eu organizo a louça antes de lavar


se um dia

toparmos

pela rua ou

por qualquer lugar

e a gente quiser saber de nós

não vamos por nenhum atalho

deixa eu tentar adivinhar com o que voce sonhou na noite anterior

que eu invente uma história para essa sua cicatriz

deixa eu fazer uma descrição exata (e irreal) do seu primeiro beijo

lembrar o tema do seu tcc

deixa eu tentar acertar o nome das suas primas e o corte de cabelo delas

imitar o jeito que seu pai assa carne aos domingos

saber por ordem alfabética suas bandas favoritas


ao invés de me dizer oi

me mostre sua arma mais letal

e vamos para um duelo

eu tenho aqui uma faca e um martelo

não pergunte meu signo

me ofereça um copo com veneno e antes

que eu beba, arranque o copo da minha mão com força

e não deixe que eu saiba que quase morri

ou que fui salvo


antes do primeiro beijo vamos

dar banho em um cachorro

e passear com ele

antes que a gente se veja pelado

vamos escalar o morro de Santo Antônio


por favor

vamos evitar atalhos.


gosto dessa paixonite de meteorito

desta paquera severa

desse grudinho de gruta


mas quando este jogo intenso

não fizer mais sentido

vamos conversar

olho no olho

verdade na língua

e bom humor.