os poetas

os poetas

silenciosos

esses que vivem em

casas fora do tempo

e dormem em quartos



f l u t u a n t e s


esses poetas

que tem em letras

mistérios

gozosos

e que fazem do medo

um órgão


invisível



esses mesmos

poetas

que almejam a rua

que vivem a rua

que nascem na rua

esses



esses sim



esses sim


sentem


mas não mais

do que

ninguém.

© 2020 por Caio Ribeiro

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now