O meu foco é o desvio.

Comecei no teatro em 2009, na literatura em 2015. O cinema nasceu entre os dois, mas foi em 2017 que se realizou. Participo do coletivo Coma A Fronteira, trabalhando com artes híbridas e intervenção urbana. Gosto daquilo que se atravessa. Nas horas vagas, curso ciências sociais na UFMT.

caio logo 2.png
  • Instagram
  • YouTube